Teorema matemático criado e provado de propósito para episódio do Futurama

Acabo de saber pelo Neatorama.com que o produtor do Futurama, David X. Cohen, pediu a um membro do staff com doutoramento em matemática, de nome Ken Keeler, para criar e provar um teorema de propósito para o décimo episódio da próxima temporada da série...


A Featured Post Title

Comentários moderados


Por causa de alguns (ou algumas, sei lá) idiotas que aqui caem de para-quedas e vomitam alguma porcaria estúpida só porque sim, decidi moderar os comentários. Continuo a permitir comentários anónimos, mas a merda fica à entrada. Não gosto de mau cheiro aqui.

Como o Bruno Lucas referiu no Friendfeed, «quando alguém comenta tem de pensar se iria a casa do blogger dizer cara-a-cara o que quer escrever». É o caso. O meu blog é pessoal; é essa a índole de qualquer blog e o factor necessário para ser um blog. Se eu não nunca permitiria isso em casa, porque raio haveria de o permitir aqui? Não faz sentido.

Se até ao final da semana a quantidade de ressabiados diminuir, ainda penso duas vezes se removo ou não a moderação. Se continuar, é bem provável que, para além de comentários moderados, passe a não permitir comentários anónimos.

A melhor forma de não alimentar trolls é nem sequer deixá-los aproximar do que eles consideram ser comida. Morram à fome longe. ;)


6 Responses to “Comentários moderados”


  1. Infelizmente há muita gente que confunde liberdade com "libertinagem"... Boa sorte com isso! Morte aos trolls :)


  2. Precisamente. E é graças a isso que fui obrigado a moderar os comentários, algo que não me agrada muito mas que as circunstâncias assim ditaram.


  3. Completamente de acordo, uma decisão bem racional!
    Tomara certos jornais e blogs de renome também o fizessem e com regras bem rígidas, cada vez mais denoto o progresso da república das bananas nas zonas de comentários.


  4. Tomaras tu e tomara eu. Por isso é que me dou ao trabalho de criar estilos para o stylish que ocultem os comentários dos sites de jornais que visito.


  5. Parece que não há mesmo outra solução. Também eu fui obrigado a optar pela moderação dos comentários do meu blog. A alternativa passava por ter de suportar um conjunto de "animais" exóticos. Demasiado poético para a objectividade quadrada (por vezes triangular) que deve pautar a nossa actividade de bloggers. Seria inútil.

    Assim (e porque não?), agora que estamos a chegar ao Verão, será interessante desmistificar um velho assunto, invertendo-lhe o sentido: "este verão, faça um favor a si próprio, abandone um animal, vá lá, dois". Eu diria que abandonar animais, nestes termos, pareceria prosaico no sentido fatal do mesmo!

    E depois, já agora também podemos tocar no assunto, nunca vi inconveniente em moderar comentários. Quanto muito, concluí, parece até ingénuo não o fazer "à cabeça".

    Aliás, façamos o exercício mental correcto e cedo chegaremos à conclusão que são mais e piores os inconvenientes de um sistema de comentário totalmente livre, do que os inconvenientes de um sistema de comentários moderado.

    Um sistema de comentários livre dá azo a todo o tipo de lixo que possamos imaginar. Desde spam, passando por pub descarada e, claro, culminando com o risco de o blog passar a sala de chuto de trolls.

    Num sistema de comentários moderado, podemos controlar todos esses factores. O leitor também não sairá prejudicado uma vez que o blogger, ao contrário do que se pensa, é mais activo do que parece e está sempre atento ao seu email para ir aprovar, de imediato, os comentários que possam surgir.

    Assim, em suma e em jeito de despedida: "abandone um troll este Verão, vá lá, dois..."

    Cumps.


  6. Mário, eu preferia que algumas pessoas fossem dotadas de algum bom-senso. Não tinha que ser muito, bastava um bocadinho. Assim, não era preciso eu ter que andar a moderar comentários. Mas preferem partir para o insulto e eu tenho que fazer algo que preferia evitar.

Post a Comment