Teorema matemático criado e provado de propósito para episódio do Futurama

Acabo de saber pelo Neatorama.com que o produtor do Futurama, David X. Cohen, pediu a um membro do staff com doutoramento em matemática, de nome Ken Keeler, para criar e provar um teorema de propósito para o décimo episódio da próxima temporada da série...


A Featured Post Title

Filhos


Eu já tinha uma ideia do quão difícil é ser ser-se pai ou mãe porque ajudei a educar[1] um vizinho meu até ele fazer 5 anos de idade e, sempre que os meus pais recebem visitas de alguém com crianças, quem tem que os aturar sou eu. Como sempre tive paciência para eles, e também porque consigo criar empatia natural com os miúdos, acabo por fazer babbysitting.

Há uns dias, esta ideia que tinha desfez-se quando vi uma mãe a tentar adormecer 3 filhos: um com 10 anos, outro com 3 e outro com 12 meses. Perto da meia-noite, ela estava exausta e os miúdos não paravam quietos nem com as birras. Eu tive pena dela, juro. As olheiras eram gigantes, os movimentos já eram lentos; no entanto, os filhos corriam, gritavam, andavam à bulha, comiam, riam, choravam e ela sozinha a lidar com eles.

Isto fez-me ponderar a minha posição. Será que eu realmente quero aquela gritaria toda, as birras constantes, a correria infindável e as noites muito mal dormidas? Até lá, ainda tenho muitos anos para pensar sobre o assunto.

[1] em nome da verdade, eu não ajudei a educá-lo: eu praticamente eduquei-o


9 Responses to “Filhos”


  1. Bruno tens de pensar ao contrário, isso é a parte negativa, mas entao onde fica a parte positiva?

    Um novo ser humano a ser criado do zero, a contar contigo para o alimentar, fazer feliz e educar.

    Não vale a pena sofrer um pouco para atingir esse patamar ? :)


  2. Sim, tem várias coisas boas. Mas aquilo assustou-me.


  3. Secalhar ela cometeu alguns erros durante a educação dos miudos, e agora leva a paga, eu quando era miudo respeitava os pedidos dos meus pais, porque fui educado a dar valor ao que eles diziam, e respeito :)

    Resumo, tiveram uns filhos porreiros lol


  4. Não tem que ter cometido um erro. Pode muito bem ter sido alguém da família que incutiu hábitos menos bons aos putos. Ou eles são mesmo assim e só não são piores por causa dela. Quem é que vai saber...?!


  5. Normal.

    Quando se vê uma criança que se ri para toda a gente e que passa o tempo a dizer um "Olá!" ainda meio mal dito, fica-se com vontade de ter um igual.

    Quando se vê birras e choradeira que nunca mais acaba, fica-se com aquela sensação "são muito bonitos, mas na casa dos outros".

    Easy.


  6. Sofia, eu aturei muitas birras do meu vizinho; desinfectei-lhe os joelhos esfolados; alimentei-o inúmeras vezes. Mas aqueles três miúdos... Fiquei com medo de vir a ter filhos tão activos.


  7. Eu não quero e não vou ter. As razões sei-as eu. Cada um tem as suas.


  8. Eu gostava de ter. Mas o comportamento daqueles miúdos naquele dia e o estado da mãe assustou-me um bocado.


  9. Bom, filhos cada um atura os seus..
    Mas dizem que ganhamos uma lavagem hormonal que no faz aturar.
    Veja esse exemplo:
    http://blog.orestesquercia.com.br/feliz-dia-dos-pais/comment-page-1/#comment-561

Post a Comment