Teorema matemático criado e provado de propósito para episódio do Futurama

Acabo de saber pelo Neatorama.com que o produtor do Futurama, David X. Cohen, pediu a um membro do staff com doutoramento em matemática, de nome Ken Keeler, para criar e provar um teorema de propósito para o décimo episódio da próxima temporada da série...


A Featured Post Title

Obama com opinião polémica sobre construção de mesquita perto do "Ground Zero"


Durante um jantar na Casa Branca, o presidente americano Barack Obama defendeu o direito à construção de uma mesquita perto da zona do "Ground Zero". Mais de 60% dos americanos estão contra



A construção de uma mesquita junto do "Ground Zero", o famoso local onde se situavam as Torres Gémeas", está a criar muitos protestos, como seria de esperar. Uma das vozes que mais se manifestou contra foi uma organização de famílias vítimas do atentado do dia 11 de Setembro de 2001.

Depois de muitos protestos, o presidente americano Barack Obama veio defender o direito à construção de uma mesquita. «Como cidadão e como presidente, creio que os muçulmanos têm o mesmo direito a praticar a sua religião como qualquer outra pessoa deste país. Isso inclui o direito a construir um local de oração e um centro comunitário em propriedade privada na baixa de Manhattan, de acordo com a lei», disse Barack Obama num jantar organizado pela Casa Branca, para a celebração muçulmana do mês do Ramadão.

Reagindo em comunicado, a organização "Famílias das vítimas do 11 de Setembro" afirmou estar espantada «que o Presidente esteja disposto a ignorar aquilo que deve ser um orgulho para todos os americanos: a generosidade para com outros que viveram o 11 de Setembro, um dia em que a dignidade humana triunfou sobre o mal».

Obama já respondeu - na minha perspectiva, bem - que a construção da mesquita é uma questão de valores para os Estados Unidos da América. Por outro lado, percebo a posição das pessoas que foram afectadas pelo atentado. Mas, como em tudo, acredito que é possível encontrar um ponto de equilíbrio entre as duas posições.


7 Responses to “Obama com opinião polémica sobre construção de mesquita perto do "Ground Zero"”


  1. O "ponto de equilíbrio" é haver reciprocidade. Concordo com o princípio da "liberdade religiosa". Mas este princípio deve/devia funcionar para os dois lados. E o que se passa é que nos EUA e na Europa existe liberdade religiosa mas se um turista ocidental for a Arábia Saudita ou a outro país muçulmano com um crucifixo é imediatamente preso. Bem, então se for mulher... coitada. Aliás, basta lembrar o caso dos "cartoons". Fartam-se de gozar com a religião Cristã mas se fizerem o mesmo com a religião Islâmica... Enfim, na teoria é tudo muito bonito. Mas eu estou farto de teoria. Estou farto de ver sempre um lado a (ter que) cumprir o princípio da igualdade, liberdade e blablabla e o outro a cagar-se completamente.


  2. E uma questao realmente complicada, especialmente de um ponto de vista politico / de relacoes publicas.

    No entanto, a constituicao dos Estados Unidos e clara no que toca a religiao: ninguem devera ser forcado ou privado de praticar qualquer religiao que seja (nem sera perseguido por o fazer).

    Ao contrario do que muitas pessoas pensam, inclusive Americanos, este pais nao foi formado sobre ideais cristaos mas sim de LIBERDADE, em TODOS os sentidos.

    Hugz,
    Luis


  3. Anónimo, compreendo o teu ponto de vista. Realmente, cansa ver que alguns continuam a não respeitar a igualdade e liberdade religiosas. Mas não é por eles não fazerem que deixamos nós de fazer.


  4. Luís, isso por acaso sabia. Mas a verdade de ontem pode ser diferente da de hoje ou de amanhã, conforme dá mais jeito. Acho que é o que aconteceu com os EUA: muita deturpação.


  5. Ainda acredito que isso foi uma das coisas que tornou os Estados Unidos um grande pais.
    Estou com esperanca que se mantivermos esses ideais, continuara a ser o melhor sitio do mundo para se viver ;o)


  6. O pres. Obama não defendeu a construção da mesquita, defendeu sim o direito à construção de uma mesquita.


  7. Pedro Paixão, tens razão. Já corrigi o texto.

Post a Comment