Teorema matemático criado e provado de propósito para episódio do Futurama

Acabo de saber pelo Neatorama.com que o produtor do Futurama, David X. Cohen, pediu a um membro do staff com doutoramento em matemática, de nome Ken Keeler, para criar e provar um teorema de propósito para o décimo episódio da próxima temporada da série...


A Featured Post Title

As bolas de sabão gigantes de Sly Lebulleur



Sly tem vários vídeos de bolas de sabão gigantes disponíveis no seu canal no Youtube e fotos na sua conta no Flickr.



via Laughing Squid

Esculturas de papel de Allen e Patty Eckman



Desde 1987, Allen e Patty Eckman criam esculturas fantásticas em papel. O processo (resumido) é o seguinte: colocam pasta de papel em moldes de barro, aplicam pressão para remover a água, retiram a pasta dos moldes já seca e depois começam a esculpir as peças com todos os detalhes.



No site do casal de artistas, em eckmanfineart.com, está disponível uma brochura em formato PDF que mostra todos os passos da criação das obras. Também, está disponível um guia que explica como qualquer pessoa interessada pode criar esculturas de papel utilizando o método Eckman.

via bookofjoe.com

Um banda, treze perguntas, treze respostas com singles

Eu costumo achar piada ver este tipo de coisas, mas nunca tinha feito. Hoje, a Dora mostrou-me este post e eu decidi finalmente publicar algo deste género. Aqui fica.

Pick an artist: Little Dragon

1.) Are you a male or female? Turn Left
2.) Describe yourself: Constant Surprises
3.) How do you feel about yourself: Looking Glass
4.) Describe where you currently live: Come Home
5.) If you could go anywhere, where would you go: Place To Belong
6.) Your best friend is: Wink
7.) Your favorite color is: Forever
8.) You know that: Runabout
9.) What's the weather like? After The Rain
10.) If your life was a television show, what would it be called? Scribled Paper
11.) What is life to you? My Step
12.) What is the best advice you have to give? Come Home
13.) If you could change your name, what would you change it to? Never Never

Termino com o meu single preferido dos Little Dragon, Twice.

Governo ataca agricultura nacional

Eu juro que nunca me imaginei a concordar com o Paulo Portas, mas esse dia terrível chegou: este Governo, não só não apoia os agricultores, como não gosta deles e persegue-os! As mais recentes vítimas do desamor deste executivo pela agricultura residem em Carrazeda de Ansiães, Gerês e Alcobaça.

Diz-nos o Público que a Guarda Nacional Republicana (GNR) fez três apreensões de cannabis nas localidades acima referidas. Em Carrazeda de Ansiães, o agricultor de 44 anos perdeu 9.81Kg da sua produção e 4.3Kg de sementes.

Outra sorte teve o agricultor que cultivava no parque nacional da Peneda-Gerês, que foi sujeito ao termo de identidade e residência, depois de ter sido presente a um juiz de instrução. Este só perdeu 20 pés da sua plantação, enquanto o outro ficou sem 850.

A terceira vítima, para além de ter ficado sem 12 pés, também viu a GNR levar-lhe a máquina de sulfatar e três garrafões de água. Perdeu a plantação e ainda a máquina que lhe permitia cuidar do cultivo. Também, foi notificado para comparecer em tribunal.

O Paulo Portas tem mesmo razão, o Governo não gosta dos agricultores. Um dia destes, até o Agricultor Pickles, da série infantil "Bob, o construtor", vai ter que se pôr a pau.

«Your out of...»



Por Johnny Hsu, via Positive Posters

Oh pessoas humanas que vão ao DebianDayPT

Alguém quer cantar esta versão do "Can't Take My Eyes From You", do Frankie Valli, durante o evento?

(Chorus 1)
You're just too good to be true
Can't take my eyes off you
You'd be like heaven to touch
I wanna hold you so much
At long last love has arrived
And I thank God I'm alive
You're just too good to be true
Can't take my eyes off you

Furdon the way that I stare
There's nothing else to compare
The sight of you leaves me weak
There are no words left to speak
But if you feel like I feel
Please let me know that it's real
You're just too good to be true
Can't take my eyes off you

(Chorus 2)
I love you Debian
And if it's quite all right
I need you Debian
To warm my lonely night I love you Debian
Trust in me when I say
Oh, stable Debian
Don't bring me down I pray oh, stable Debian
Now that I found you, stay and let me love you
Debian let me love you...

(Repeat Chorus 1)

(Repeat Chorus 2)

Debian Day PT 2010

ONU demora 15 anos a reconhecer acesso à água potável como direito universal

Eu pensava que o acesso à água potável era um direito consagrado[1], tal como o é o direito à vida, à liberdade e à segurança, o direito à nacionalidade, o direito à propriedade, etc. Caramba, na Finlândia o acesso à banda larga passou a ser considerado um direito universal. Parecia-me elementar.

Afinal, parece que não. O acesso à água de qualidade e a instalações sanitárias enquanto direito universal está a ser discutido há nada mais nada menos que 15 anos. Este tempo todo debater para algo que me parece básico. Se calhar foi por causa da colocação dos canos que isto demorou tanto tempo...

Bem, ao menos o acesso à água potável já é um direito consagrado. Que não demorem 15 anos a começar a pôr em prática isto, por não conseguirem chegar a um consenso em relação à cor dos canos.

via Patrícia Neves e Expresso

[1] carta dos direitos do homem: http://www.gddc.pt/direitos-humanos/textos-internacionais-dh/tidhuniversais/cidh-dudh.html

Filhos

Eu já tinha uma ideia do quão difícil é ser ser-se pai ou mãe porque ajudei a educar[1] um vizinho meu até ele fazer 5 anos de idade e, sempre que os meus pais recebem visitas de alguém com crianças, quem tem que os aturar sou eu. Como sempre tive paciência para eles, e também porque consigo criar empatia natural com os miúdos, acabo por fazer babbysitting.

Há uns dias, esta ideia que tinha desfez-se quando vi uma mãe a tentar adormecer 3 filhos: um com 10 anos, outro com 3 e outro com 12 meses. Perto da meia-noite, ela estava exausta e os miúdos não paravam quietos nem com as birras. Eu tive pena dela, juro. As olheiras eram gigantes, os movimentos já eram lentos; no entanto, os filhos corriam, gritavam, andavam à bulha, comiam, riam, choravam e ela sozinha a lidar com eles.

Isto fez-me ponderar a minha posição. Será que eu realmente quero aquela gritaria toda, as birras constantes, a correria infindável e as noites muito mal dormidas? Até lá, ainda tenho muitos anos para pensar sobre o assunto.

[1] em nome da verdade, eu não ajudei a educá-lo: eu praticamente eduquei-o

Uma 'leak' difícil de tapar



por Bob Englehart, via cagle.com

Com que sonham os bebés



Adele Enersen, uma copywriter que está em licença de maternidade, decidiu fotografar a filha enquanto dormia. O objectivo é retratar aquilo que pensa que podem ser os sonhos da pequena Mila. As fotos estão disponíveis no blog milasdaydreams.blogspot.com.

12º Festival Musicas do Mundo

Este ano, o Festival Musicas do Mundo (FMM), vai ter concertos à borla. Não serão todos os 26, mas pelo menos quem quiser pode assistir a 14 deles no Castelo de Sines, ao final da tarde, sem pagar bilhete.

Como nas edições anteriores, o 12º FMM vai decorrer em Sines. Os concertos começam hoje e estendem-se até ao dia 31, num total de 4 dias de música. The Mekons, Staff Benda Bilili, Galaxy, Yasmin Levy e Wimme são alguns dos nomes que marcarão presença.

Tenho muita pena de não puder ir ao FMM. O programa parece ser bastante interessante, e o facto da maioria dos concertos serem gratuitos e ao final da tarde dá ainda mais vontade de marcar presença.

via Público

Malásia: 97% do software utilizado na administração pública é livre

Sempre que leio notícias destas, fico completamente roído de inveja. Já vão perceber porquê.

Um estudo realizado por governo malaio mostrou que 97% do software utilizado na administração pública de Malásia é livre. Isto coloca este país na linha da frente na utilização de software livre nos países asiáticos.

O objectivo do governo malaio é ter todas a administração pública a utilizar software livre. Para já, apenas 703 das 724 agências cumprem este objectivo, traduzindo-se em 97,1% do total do objectivo.

No que toca a infraestruturas, o plano era atingir os 80%. No entanto, o governo malaio ultrapassou o objectivo e neste momento 87,29% dos servidores utilizam software livre.

Nos desktops, pretendia-se migrar 30% dos sistemas. Actualmente, 67,68% dos computadores da função pública utilizam software livre no desktop, um saldo positivo de 37,68% do objectivo.

O objectivo total do governo malaio ainda não está cumprido, mas não deverá faltar muito até o conseguir - e, quem sabe, ultrapassá-lo.

via opensource.org

originalmente publicado em blog.softwarelivre.sapo.pt

Firefox 4.0 beta 2 disponível e em Português Europeu

Vem com mais ou menos uma semana de atraso, mas aí está a segunda beta do Firefox 4. Tradução para 24 idiomas e separadores no topo são algumas das muitas novidades.

O Firefox 4.0 beta 2 está aí e vem cheio de coisas novas. A grande novidade para esta segunda beta é já estar disponível em 24 idiomas, onde se inclui o Português Europeu. Na beta anterior, a aplicação estava apenas disponível em inglês. Agora, os utilizadores que têm alguma dificuldade com a língua de Mark Twain podem ajudar a testar o Firefox na sua língua nativa.

Outra novidade é a colocação dos separadores no topo. Esta opção vem apenas activa por omissão em sistemas Windows e Mac OS X. GNU/Linux e outros sistemas operativos ainda terão que aguardar mais um pouco.

Também, as transições com CSS3 já são suportadas. Esta é uma novidade que certamente agradará aos Web Developers, assim como a maior performance do interpretador de Javascript, que sofreu diversas optimizações.

Uma outra novidade que agradará aos utilizadores é a possibilidade de transformar um separador normal num onde é mostrado apenas o ícone do site e que é aberto sempre que o utilizador abre o Firefox. Esses separadores, para além de serem abertos automaticamente quando se inicia o browser, ficam colocados à esquerda de todos os outros separadores.

A lista de novidades da beta 2 do Firefox 4 não fica por aqui. As restantes, como o suporte completo para WebGL, podem ser lidas nas release notes desta versão. O download, como sempre, pode ser feito a partir do site da Mozilla.

originalmente publicado em mozilla.pt

Bio-Cycle



Esta deve ser a bicicleta mais fixe que já vi. Bem, tecnicamente não é uma bicicleta, é uma escultura criada por Jud Turner.

via Laughing Squid

Sucker Punch

Não vou estar com grandes conversas. Só vos sugiro que vejam o trailer. via na outra banda

Serviço na nuvem descobre passwords de redes wireless

Uns tipos criaram um serviço online chamado WPA Cracker que, com recurso a um cluster de alta-performance na nuvem, consegue decifrar a chave de uma rede wireless encriptada com WPA e WPA2. Basta enviar um dump do tráfego capturado da rede em causa e 35 dólares americanos, que eles tentam 136 milhões de passwords em 40 minutos. Se estiverem à rasca de dinheiro, por 17 dólares eles testam o mesmo número de passwords mas no dobro do tempo. Mas se o dinheiro não for problema, 55 dólares garantem-vos 284 milhões de passwords.

Não fiquem já todos alarmados, porque isso não quer dizer que vão ter os tipos da Mapinet a bater-vos à porta a pedir dinheiro por alegadas violações de direitos de autor só porque alguém descobriu a palavra-passe da vossa rede sem fios. As passwords testadas são apenas as incluídas nos dicionários, incluindo aqueles que normalmente são usados para crackar passwords.

Para além de passwords de redes wireless, estes gajos também tentam descobrir as palavras-passe de arquivos ZIP. Talvez isto queira dizer que está na altura de mudarem para um tipo de compressão com implementações livres, como LZMA ou o XZ, que é baseado no LZMA2. Neste caso não seria tanto pela segurança, porque um não tem quer ser mais ou menos seguro que o outro, mas porque a escolha sensata é utilizar software livre.

via Boing Boing

Festa



via 9gag

Lady Blackbird, um RPG licenciado com a Creative Commons

Lady Blackbird é o primeiro RPG de tabuleiro que conheço que é licenciado sob a Creative Commons - mais especificamente, Creative Commons Attribution Non-Commercial Share Alike 3.0.

Neste jogo, Lady Blackbird está a fugir de um casamento arranjado com o Conde Carlowe. Para a sua fuga, contrata os serviços de uns traficantes, que a levam na sua nave, The Owl, até ao seu amante. Entretanto, descobrem a fuga e capturam a nave dos traficantes.

Se não gostarem da história, das personagens, etc, podem alterar à vontade; o mesmo se acharem que a história pode ser melhorada. A licença permite isso.

via Boing Boing

A vida não acaba depois dos 30



Este webcomic fez-me lembrar as pessoas que acham que a vida só é para ser vivida até aos 30, que até chegarem a essa idade têm que fazer tudo o que puderem, e depois estagnam e deixam de viver. Isso faz-me uma confusão dos diabos. Não tarda nada estou com 30 e não me vejo a estagnar aos 40, nem aos 50. Parar é morrer.

Ainda estou para perceber porque raio se estabelecem objectivos só até aos 30. Viajar até não sei onde, só até aos 30; curtir, só até aos 30; fazer um InterRail, só até aos 30. Que é que esta idade tem de tão especial para servir de limite à vivência?

Eu tenho uma abordagem diferente. Não estou a contar de morrer com 30 anos de idade, por isso prefiro fazer as coisas, independentemente da idade. Com 40, mesmo que já esteja com filhos e talvez casado (o casamento civil é uma opção, mas não a vejo como obrigatória), vou andar a curtir. Vou ter outras responsabilidades, se calhar até mais, mas isso não me vai fazer parar de viver. Espero continuar a gozar a vida até à minha velhice. Se tiver muita sorte, até ao dia em que morrer.

Viver até aos 30 não tem piada. Viver, vive-se a vida toda. Tenho muito tempo para estagnar quando morrer. E mesmo aí, espero bem andar a assombrar os trolls que aqui vêm deixar comentários sobre fezes, matas e outras porcarias.

Springstreets



Daniel Cassaro deve ser um dos maiores fãs de Bruce Springsteen. A sério, só pode. De outra forma, como explicam que ele se tenha baseado em mais de 200 referências a ruas nas letras deste músico, para criar um mapa de New Jersey baseado nelas? Link

Uma questão que atormenta a humanidade

cartoon

Isto é estranho



Que estranho, eu apaguei a minha conta no Facebook há algum tempo e, no entanto, há muitas visitas a este blog a vir de lá.

Os santos não têm mestrado em economia ou finanças

Quero desde já deixar bem claro que não tenho nada contra os espanhóis, contra o Rei Juan Carlos, nem contra qualquer pessoa com crenças religiosas. É apenas uma opinião e, como tal, sei que não será partilhada por todos.

Eu não sei que dons o apóstolo São Tiago tem, mas duvido que tenha algum conhecimento de finanças. Como tal, não percebo porque é que o Rei Juan Carlos lhe pediu ajuda para resolver a crise. Não é por nada, mas a fada dos dentes lida diariamente com dinheiro, por isso mais valia pedir ajuda a ela porque o que não lhe falta é experiência. Bem, talvez o São Tiago tenha sido gestor de um banco - o que não lhe confere grande confiança face à actual situação económica.

Por esta altura já vêm aí os comentários onde não vão dizer que discordam de mim, mas que eu sou [inserir insultos preferidos]. Se for o caso, antes disso, parem um pouco para reflectir e pensem se vale a pena perder tempo com crenças ou meter as mãos na massa e resolver as coisas. Eu não critico as crenças, critico a parvoíce disto! Quando deixamos de ser realistas e partimos para o absurdo, coisas más acontecem. Neste caso, na melhor das hipóteses, mantém-se tudo na mesma (o que já é bastante mau).

Percebo a necessidade que a coroa espanhola tem de se colar à igreja católica. Eles dependem um do outro, tal como um parasita do hospedeiro. Só que, neste caso, um é o parasita do outro; ambos se aproveitam da outra parte para sobreviver.

Deixemos o ridículo para os programas de televisão que dão em horário nobre (para mim é mais horário podre, tal é a falta de qualidade).

via @ponteeuropa

"Granny O’Grimm’s Sleeping Beauty"

"Granny O’Grimm’s Sleeping Beauty" é uma curta-metragem que nos mostra uma avó aparentemente normal a contar a história d'"A Bela Adormecida" à sua neta, com um senão: ela transporta vários problemas pessoais do passado e do presente para o conto, aterrando a pequena. Vejam aqui.

via Neatorama

Ciência versus Fé

Evolução explica maior número de filhos em casais pobres

Daniel Nettle, da Universidade de Newcastle, no Reino Unido, diz que a sociedade está errada quando atribui a baixa escolaridade como um dos grandes motivos para as pessoas pobres terem mais filhos. Nem a falta de televisão pode ser tida como culpada, como tantas vezes acontece.

Para esta investigadora, o facto das pessoas pobres terem muitos filhos deve-se apenas à evolução. De acordo com a teoria evolucionária, quando um mamífero vive num ambiente inóspito e imprevisível e tem boas hipóteses de morrer cedo, ele adopta uma estratégia de reprodução que lhe permite ter mais crias mais cedo, aumentando assim as probabilidades de manter a linhagem. Este é um comportamento já conhecido em diversas espécies animais, mas agora acredita-se que também ocorre nos humanos.

Para esta investigadora, ao percebermos as reais razões para as pessoas pobres terem mais filhos, é possível criar melhores políticas sociais para acabar com os problemas que a pobreza acarreta, como a fome e a maior violência.

Mas há quem defenda que a redução da pobreza só por si não é suficiente para acabar com todos os problemas que se crêem que advém dela. No livro "The Spirit Level", os epidemiologistas Richard Wilkinson e Kate Pickett acreditam que a disparidade entre ordenados numa sociedade são os grande causadores de mortes prematuras, gravidez na adolescência e incidência de violência.

Isto é tudo um pouco confuso para quem não é do ramo, como eu, mas todos estes dados parecem fazer sentido por si e também juntos. Podem ler toda esta informação completa no site New Scientist.

"Jedi Junkies"

Mark Edlitz produziu e realizou o "Jedi Junkies", um documentário sobre o universo dos fãs da saga Star Wars, que atrai milhões de fãs em todo o mundo desde 25 de Maio de 1977, data em que foi lançado o "Star Wars Episode IV: A New Hope". Se estiverem interessados, podem adquiri-lo no iTunes e Amazon.

via Laughing Squid

Ser o "computer guy" da família é demasiado ingrato

Eu acho que, no geral e apesar de alguns defeitos, sou boa pessoa. Ajudo quando me pedem ajuda, sou simpático, cordial, prestável. Sou um tipo porreiro, acho. Já me têm dito isso várias vezes, por isso não deve ser só impressão minha - ou então não sou a única pessoa com uma ideia errada de mim.

Apesar de até ser simpático, irrito-me quando as pessoas acham que eu sou obrigado a ajudá-las ou desenrascá-las. Dizer-me «ou fazes ou fazes» é coisa garantida para eu fazer... um manguito e mandar a pessoa à fava. Quando se quer ajuda, pede-se; não se obriga ninguém a fazer o que quer que seja.

Juntem a isto alguém com a mania que sabe e se mete a dar a volta à cabeça da pessoa. Quando alguma coisa corre mal, essa pessoa fica logo toda stressada e a barafustar, sem saber sequer que raio se passa. Os chicos-espertos têm esta capacidade: dar dores de cabeça aos outros. Isso e falarem à boca cheia do que não sabem.

Três parágrafos só para que estou a pensar em deixar de ajudar familiares e amigos com os computadores. Não vale a pena. Há sempre alguém a meter-lhe merdas na cabeça, e quando alguma coisa funciona mal (há sempre algo que acaba por não corre bem), mesmo que até não seja do computador da pessoa - alguém lhe quer enviar um ficheiro e não consegue, por problema do lado de quem envia -, é logo um stress do caraças.

Síndrome de Trollete (actualizado)

É impressão minha ou quase todos os trolls sofrem de uma variação da Síndrome de Tourette, pelo menos no que toca a parte da agressividade comunicacional? A isto, eu vou passar a chamar de Síndrome de Trollete.

A Síndrome de Trollete é fácil de identificar. As pessoas afectadas por ela comentam em diversos sites com nomes falsos ou como anónimos, e costumam insultar frequentemente ou contestar a informação com argumentos que nada têm a ver com o assunto.

Outro dos sintomas é ler dois ou três textos do autor do blog ou site e falar da vida dessa pessoa como se a conhecesse e fosse uma autoridade no assunto. Por exemplo, alguém escreve um post no seu blog sobre o acidente de automóvel que teve. O troll vê isto e usa-o para atacar o autor: «Não conduzes merda nenhuma, cabrão do caralho» pode ser um dos comentários feitos a um post onde o autor escreve sobre as excelentes férias que teve.

Estes são os síntomas mais frequentes mostrados pelos trolls aqui no blog. Deixem nos comentários a este post os que mais frequentemente observam nos vossos blogs (se quiserem, claro está).

Actualização: aqui fica o exemplo de um troll, com uma fixação por defecação em matas. Ainda não deve ter descoberto as casas de banho...

Clica para fazer zoom

Este blog é geek, sim!



Este blog não é geek é o caraças! Só blogs geeks é que têm fotos do botão para ligar o computador. Geek powa!!

nota: claramente estou a ser irónico e a brincar com a situação, que nasceu de um comentário de um(a) troll a dizer que o meu blog não devia estar na Planet Geek. sim, n*a* Planet Geek.

"The Chipophone"

O hacker sueco Linus Åkesson criou um sintetizador de 8-bit de uma forma bastante original: usou um órgão antigo e um micro-controlador para converter os sinais das teclas, botões e pedais para sons MIDI. Ao resultado chamou de "The Chipophone". As especificações do projecto estão no site pessoal de Linus.

via The Daily What

E dizia um(a) troll que este blog não é geek. pff... x2

Darth Vader assalta banco

Na passada quinta-feira, um assaltante vestido de Darth Vader assaltou um banco em Long Islad. Esta fraude, como lhe chama (e bem) o Cory Doctorow, em vez de um sabre de luz levou uma semi-automática.

via Boing Boing

E dizia um(a) troll que este blog não é geek. pff...

Ele "be back"

Mails de treta

Quando estou a conduzir ou tomar banho, tenho o hábito de pensar na vida e fazer uma série de reflexões sobre o que me aconteceu e o que não aconteceu por algum motivo. Se no banho não trago perigo nenhum para o mundo, a conduzir também não - eu conduzo brilhantemente e só eu é que sei conduzir bem.

O que mais me tem "atormentado" a vida nestes dias, e que me tem ocupado parte da mente no caminho entre casa e o trabalho, é um mail que recebi. À primeira vista, é apenas mais um mail de merda: daqueles a pedir ajuda para alguém que muito provavelmente já teve uma série de nomes e problemas ao longo de vários anos, e que as pessoas que os reenviam para todos os seus contactos, ainda por cima sem colocar os endereços de email dos destinatários no campo bcc, parecem nunca reconhecer.

Até aqui, nada de muito mal. Eu detesto receber este tipo de emails, mas não me custa nada apagá-los e fazer de conta que não os recebi quando me são enviados de forma muito esporádica por alguém. Quando começa a ser frequente, faço questão de enviar um mail à pessoa a explicar porque deve colocar os endereços dos destinatários no campo bcc e isso é suficiente para parar de os enviar para mim. É incrível como o conhecimento assusta algumas pessoas...

O problema começa a tornar-se incómodo quando este mail é enviado por alguém que devia saber muito bem que eu não curto mesmo nada receber merda desta na minha caixa de correio. Pior, quando é alguém que nunca mais me disse nada e me tirou para fora da sua vida de uma forma bastante egoísta, e agora manda-me lixo deste.

Quando recebi o mail, a minha primeira reacção foi responder de uma forma um pouco desagradável. Cortou todo o contacto comigo e agora manda-me isto?! Deu vontade, acreditem. Mas preferi fazer aquilo que estou sempre a dizer aos meus colegas para fazerem com os clientes: nunca entrar em conflito directo. E assim o fiz. Não disse nada e no dia seguinte já não me lembrava que tinha acontecido, tal como não me lembrava que da pessoa até ela me ter enviado o mail.

Novidades do mercado

Preservativos Triunfo: O que faz, faz bem.
Preservativos Cofidir: fácil, rápido e sem porquês.
Preservativos Sic Mulher: para toda a vida.
Preservativos Uzo: Descomplicado.
Preservativos Optimus: Segue o que sentes.
Preservativos Vodafone: Vive o momento Now.
Preservativos Sporting: Só eu sei porque não fico em casa.
Preservativos CidadeFM: À tua medida.
Preservativos Officecenter: O resto é conversa.
Preservativos Adidas: Impossible is nothing.
Preservativos Cilit Bang: Bang, e tudo desaparece.
Preservativos Credial: Pronto a usar.
Preservativos Herbal Essences: Sim! Siimm! Siiiimmmmm!
Preservativos Fiat: Movidos pela paixão.
Preservativos cerveja Bohemia: O mesmo prazer desde 1853.
Preservativos C&A: Abuse e use.
Preservativos Mundial Casa: O melhor do mundo em sua casa.

Enviado pela Dora.

Precários presos por um fio

Os afogamentos dos filmes são muito diferentes da realidade

O afogamento em água, de acordo com o veterano da marinha norte-americana, Mario Vittone, nada tem a ver com o que vemos nos filmes. No cinema, vemos pessoas gritar por ajuda quando sobem à tona da água, para depois submergirem mais uma vez e voltarem ao cimo para gritar mais um pouco. O que na realidade acontece é que raramente as pessoas têm tempo para sequer respirar quando conseguem pôr a cabeça fora de água, quanto mais gritar por ajuda.

Outra coisa que também acontece nos filmes e não na realidade é as pessoas acenarem quando se estão a afogar. Quando estão nesta situação, há um impulso instintivo que faz com que estiquem os braços para o lado. Isto serve para nivelarem o corpo, para que possam pôr a boca fora de água a fim de respirarem.

Também, a não ser que as pessoas tenham algum tipo de treino, quem se está a afogar não começa a mover os pés. Aliás, em média, as pessoas só se conseguem manter à superfície da água entre20 a 60 segundos antes de começarem a submergir.

As diferenças entre os afogamentos do cinema e reais foram descritas pelo psicólogo Frank Pia. A este comportamento, Frank chamou de Instinctive Drowning Response.

Já estou mais descansado. Eu tenho hidrofobia - e se o afogamento à Hollywood me assustava, saber que afinal as coisas são piores dá-me uma paz de espírito que vocês não imaginam.

Ah!, antes que me esqueça, há mais uma diferença entre o afogamento real e o cinematográfico. Ao contrário dos filmes de Hollywood, quando se afogarem dificilmente terão uma loura com um enorme par de mamas e um rabo excelente a tirar-vos da água e fazer respiração boca-a-boca. Na melhor das hipóteses, é um tipo com halitose e barriga de cerveja a salvar-vos a vida.

via Boing Boing

Download simples de vídeos do Youtube

De vez em quando, há um ou outro vídeo do Youtube que queremos descarregar. Existem várias formas de o fazer, mas poucas são tão simples e práticas como o TinyOgg.com. Este site permite, para além do download dos vídeos sem qualquer complicação, a visualização dos mesmos sem ser necessário Flash. Para isso, recorre à tag <video> do HTML5.

Para descarregarem o vídeo basta colocarem a link dele no campo URL, o único do site onde podem escrever, e carregar no botão convert. Em poucos minutos o vídeo está pronto a ser visto e descarregado. Convém é irem fazendo refresh à página, porque ainda não tem implementado nenhum sistema de notificação.

Se quiserem usar algo ao TinyOgg num servidor vosso, podem descarregar o código-fonte da aplicação, pois esta é software livre. Para ser mais concreto, está licenciada sob a Affero GNU General Public License.

Caça-Fantasmas "simpsonizados"

ghostbusters

Visto em São Francisco por Kawai Carvalho, via Laughing Squid

Avião movido a energia solar bate record de voo não tripulado

Este post é um: @cafonso, roi-te de inveja, porque esta cena muito fixe vou ser eu a mencionar primeiro que tu! (espero eu) [1].



A empresa QuinetiQ anunciou no passado dia 16 que o Zephyr, um avião alimentado a energia solar para voos de alta altitude, está a voar há uma semana sem interrupções. Este, garantem, ultrapassou o antigo recorde (não oficial) de um voo de longa duração não tripulado.

Do comunicado oficial:

Currently flying high above the US Army's Yuma Proving Ground in Arizona, Zephyr has already passed the seven day / 168 hour mark and the clock is still running. This DOUBLES the unofficial world record for longest duration unmanned flight of 82 hours, 37 minutes set in 2008 and already held by Zephyr, and is well in excess of the current official world record of 30 hours 24 minutes set by Northrop Grumman's RQ-4A Global Hawk on 22 March 2001.

A QinetiQ pretende que o Zephyr voe durante mais uma semana, por forma a provar que este é o primeiro «avião eterno», capaz de providenciar voos de segurança de baixo custo e alta duração temporal.

via Neatorama

[1] para quem não sabe o contexto, o Carlos é o meu contacto do Twitter com as links mais fixes sobre ciência. e o melhor é que até mesmo as links que não são sobre um tema científico são interessantes.

Paz e amor

Às vezes dá vontade de mandar os clientes para todos os sítios e mais alguns, mas a cada vez que uma situação destas me acontece apercebo-me que estou certo em não entrar em conflito directo com eles e que uma postura calma é a melhor solução.

Too drunk


via 9gag


Nouvelle Vague - Too Drunk To Fuck

Coimbra dá exemplo ao país

A empresa Águas de Coimbra conseguiu algo raro em Portugal: concluiu uma obra dentro do prazo e abaixo do custo previsto. Ignoremos a hipótese do prazo previsto ter sido exageradamente alargado, bem como o orçamento, só para fazer boa figura e celebremos o exemplo que Coimbra deu ao país.

Foi tudo em nome da reforma

Foi assim que o ex-coordenador de tesouraria da Câmara Municipal de Pombal explicou o seu alegado acto em entrevista à Rádio Cardal, a emissora da cidade. via

Fui enganado por indivíduos que andam aí com situações estranhas com empreendimentos turísticos no Brasil. Fui iludido por eles, convencido que ia buscar algum dinheiro. E pronto levaram-me a fazer esta loucura.

Nem sei o que dizer... A sério, não sei mesmo. Estou demasiado estupefacto. Nem consigo perceber se o homem é assim tão burro por cair no alegado conto do vigário ou se é assim tão parvo que espere que alguém acredite nisso. Caberá aos tribunais decidir qual delas é.

Os conselhos da pequena sereia



Para miúdas que querem ser desmioladas e ocas. via Boing Boing

Um dos momentos mais embaraçosos que já presenciei

Hoje, decidi partilhar aqui um dos momentos mais embaraçosos que já vi alguém viver. Não, não foi comigo. Eu fui apenas um dos muitos espectadores e uma das pessoas que mais se riu com a situação.

A história começa assim.

Era uma vez um casal de namorados que um dia decidiu casar-se. Chegado o dia do casamento, a noiva já ia grávida de 6 meses. Passada a cerimónia e começado o almoço, alguém tem a infelicidade de passar uma música com a seguinte letra: «Mas quem será, mas quem será, mas quem será o pai da criança». Tanto eles como as respectivas famílias, todos conservadores, ficaram visivelmente incomodados. Eu, tive que fazer muita força para não desatar a rir às gargalhadas.

E assim acaba a história. Nada de extraordinário a não ser a escolha infeliz da música, a estupefacção da família e dos noivos, e os risos escondidos das centenas de convidados.

A planear tornar-me GNU/Verde até ao final do ano



Esta imagem só para dizer que, até ao final do ano, se tudo correr mais ou menos como previsto, me devo tornar sócio da Ansol e da Quercus.

Debian e alguns dispositivos wireless

Antes de me ter mudado para Lisboa, comprei um pequeno receptor wireless da Belkin para poder ter estar ligado à internet no caso de não poder ligar-me por cabo de rede na casa onde ficasse. Nessa altura, estava a usar o Fedora 12 e o receptor funcionou out of the box.

Entretanto, voltei para Coimbra e deixei de ter necessidade de usar o receptor wireless que comprei. Só que ontem o meu router deixou de aceitar ligações por cabo e só conseguia acesso por wireless. Liguei o dispositivo ao meu computador, que de momento está a correr Debian Testing, e ele não funcionou. Achei estranho, porque pensei que os drivers para ele fossem livres, e então decidi investigar.

O driver necessário para o meu dispositivo wireless é o rt73usb, que faz parte do projecto Rt2x00. Ele, em si, é livre. Contudo, alguns dispositivos que necessitam dele também requerem a utilização de firmware não-livre.

Para poder aceder por wireless, tive que descarregar os pacotes firmware-ralink e wireless-tools dos repositórios do Debian. Depois disto, bastou ligá-lo e estava pronto a funcionar.

Há um driver livre que à partida deve funcionar, o rt73, disponibilizado pela Ralink sob a GNU General Public License (provavelmente, a versão 2 da licença). No entanto, a Wiki do Debian não recomenda a sua utilização, embora não sejam apresentados os motivos para isso.

Mona Lisa tatuada


via 9gag.com

Conheço um algarvio militante do PSD que vai imediatamente chamar bimba à obra de Leonardo da Vinci.

Caixa Mágica 15 RC disponível

Foi hoje anunciada a primeira - e provavelmente única - release candidate da versão 15 da distribuição portuguesa de GNU/Linux Caixa Mágica. Ela está disponível para download para 32bit e 64bit.

Pelo que vi no blog Pinguins Mágicos, o wallpaper parece ter sido alterado. Esta é uma mudança que, para mim, é bem-vinda já que o anterior era um bocado feio e desagradável. O tema é que continua a ser o La Ora, que sempre achei muito mau, assim como a palete de cores usada.

Na Caixa Mágica 15 RC, o KDE está na versão 4.4.3, o Gnome na versão 2.30.1 e o Linux usado é o 2.6.33.5. O Firefox foi actualizado para a versão 3.6.6 e o OpenOffice.org incluído está na 3.2.

No fim-de-semana já vou testar esta release candidate, a ver como se porta. Como estava para testar o KVM com a versão do Linux mais recente incluída no Debian Testing, para ver se ainda continua a dar problemas no arranque das máquinas virtuais, calha mesmo bem.

via Pinguins Mágicos

Estacionar à labrego


Imagem captada hoje, em Coimbra. Sob a licença cc-by-sa-2.5-pt

Têm uma foto de uma labrego ou de uma labrega que estacionou o automóvel em cima do passeio ou de uma passadeira, em frente à entrada da garagem de outra pessoa, num jardim, etc? Então, partilhem-na no grupo "Estaciono que nem um cepo", no Flickr e dêem-na a conhecer ao mundo.

Motorola cria pisa-papéis

Os tipos da Motorola são uns génios. Eles sabem melhor que eu - ou qualquer pessoa - o que eu quero fazer e o que posso fazer. São brilhantes e prestam um serviço muito bom: decidem pelas pessoas o que elas podem ou não fazer com algo que elas pagaram.

Porquê isto? Porque o Motorola Droid X, um smartphone deste fabricante que vem com Android, fica inutilizável se o utilizador tentar actualizar o firmware, desbloquear o telemóvel ou alterar alguma configuração interna ou componente interno do telemóvel. Simplificando, ficam com um pisa papéis caro se tentarem exercer o vosso direito de fazerem o que bem entenderem com algo que pagaram para ter.

Sempre que uma alteração não permitida pela Motorola for detectada, o sistema de "protecção" eFuse corrompe o sistema de arranque do telemóvel, tornando-o completamente inutilizável.

Um utilizador normal não tem grandes motivos para temer que isto lhe aconteça, embora deva ficar preocupado por alguém decidir por ele o que pode ou não fazer com algo que pagou. Quem gosta de explorar e ter maior controlo tem motivos para preocupação, porque arrisca-se a ficar sem telemóvel se decidir exercer o seu direito de usar o telemóvel que comprou como bem entender.

via Linux Pro Magazine

Um videoclip gravado num único take

Este é o videoclip do single She Runs, de Tim Halperin. Ele foi filmado do início ao fim num único take.

Criação rápida de um site com Wordpress

O grupo para que trabalho vai lançar um serviço dentro de pouco tempo. Por enquanto ainda não têm uma página que possam chamar oficial. Existe somente algo que me lembra a web em meados da década de 90, com algumas daquelas imagens todas xpto de que todos nós nos recordamos.

Por brincadeira apenas - e como forma de ocupar o tempo morto -, decidi começar a criar algo. A primeira opção que me ocorreu foi o Wordpress, porque é livre, relativamente fácil de personalizar, tem uma comunidade enorme e porque me permite criar ou adaptar algo em pouco tempo.

Código para aqui, edição de imagem para ali, e em poucos dias tinha algo pronto. É só um proof-of-concept, porque não pude dispensar muito tempo em cada um destes dias - só nas alturas mortas e, mesmo assim, não em todas. Não faço ideia se isto vai ser usado, mas pelo menos há algum interesse em ver. A ver como corre.

De qualquer das formas, só agora tive real noção do quão prático e acessível o Wordpress pode ser para o desenvolvimento de um site - não só de blogs.

Concurso de programação AndroidPT 2010

«Este Verão vai ser mais quente com o Android». Esta bem que podia ser a frase usada para apresentar o concurso de programação AndroidPT.com deste ano. Mas esta comunidade, embora bastante acessível e simpática, não tem a criatividade necessária para se lembrar de brilhantismos destes. E para isso estou cá eu.

Podem não ter a genialidade necessária para se lembrarem de catch phrases mas têm criatividade e empenho para organizar um concurso de programação para a plataforma Android. Tanto, que conseguiram os apoios da Caixa Mágica, NDrive, Sapo e TMN. E se os conseguiram, não foi à toa.

Este concurso vai decorrer durante os meses de Verão, para que todos tenham suficiente para apresentar um projecto. Para participarem, precisam apenas de preencher o formulário de inscrição e começar a desenvolver a vossa aplicação vencedora.

Os projectos a concurso serão avaliados pela originalidade (30%), uso efectivo da plataforma Android (20%), design gráfico e usabilidade (20%), e valor da aplicação (30%). Mais, as aplicações que submeterem para o concurso devem ser originais e não podem ter sido tornadas públicas previamente.

A avaliar as aplicações estarão a comunidade AndroidPT, com 50% do peso da votação, e o júri designado, com os outros 50%. Este júri será constituído por elementos da equipa AndroidPT e elementos escolhidos pelos patrocinadores.

Quando os resultados forem tornados públicos, a 5 de Outubro, pelas 23:59, o vendedor irá arrecadar um Nexus One, um NDrive Europa e uma T-Shirt AndroidPT. O segundo classificado leva um TMN Samsung Galaxy Spica, um NDrive Iberia e uma T-Shirt AndroidPT. O terceiro fica com o livro Programação Android, um NDrive Portugal e também uma T-Shirt. Às menções honrosas, se as houver, serão atribuídos um NDrive e a inevitável T-Shirt.

Mais informações sobre o concurso podem ser encontradas no site concurso.androidpt.com.

Factos nem sempre são importantes, parece

Investigadores da Universidade do Michigan conduziram uma investigação, entre 2005 e 2006, que mostrou que as pessoas, assim que formulam uma opinião sobre algo, dificilmente a mudam. Aliás, quando confrontadas com dados contrários ao que defendem e/ou acreditam, as pessoas ficam ainda mais convictas do que pensam sobre o assunto em causa. Até mesmo quando os factos novos apresentados não deixam margem para dúvida, este fenómeno ocorre.

A este fenómeno, os investigadores chamaram "backfire" (tiro pela culatra, numa tradução literal para português). Os investigadores acreditam que ele tem um papel importante na forma como criamos uma opinião sobre assuntos partidários.

via npr.org

Momentos Casillas

Depois do beijo que o guarda-redes da selecção espanhola, Iker Casillas, deu à namorada enquanto esta o entrevistada, e depois de toda a baba que correu por causa disso, a internet está a ser (novamente) inundada de vídeos com momentos fofinhas e essas coisas. Este é o mais cor-de-rosa que vi até agora. Babem-se, mas longe daqui.

Uma das tshirts mais fixes



"Let the Game Continue", de Eduardo San Gil, não só é um dos designs mais fixes para colocar numa tshirt, como é educativo porque explica como são criadas as peças do jogo Tetris.

via The Daily What

A influência do polvo na vida das pessoas


via Studs Up

Brasil traz alguma justiça às leis de direitos de autor e sistemas de restrições

Apesar de todas as tentativas em tornar os direitos de autor ainda mais prejudiciais para quem produz conteúdos e para os próprios consumidores, há países que se destacam pela positiva. É o caso do Brasil, que recentemente propôs a penalização de quem impede ou dificulta o "fair use", ou o acesso com sistemas de restrições a conteúdos que se encontrem sob domínio público.

Comecemos por este último. Imaginem que alguém publicava uma obra já sob o domínio público e lhe incorporava um sistema DRM (sistema de restrições). À luz portuguesa, quebrar esse sistema para poder aceder livremente ao conteúdo constitui uma prática ilegal. No Brasil, à luz desta nova lei, impedir o acesso aos conteúdos através de DRM é que se torna ilegal e não a quebra do sistema.

Também, contornar estes sistemas DRM, quando se trata de "fair use" deixa de ser uma prática ilegal. Se os alunos brasileiros tiverem que quebrar uma destas restrições para aceder a um conteúdo para um trabalho escolar, à partida essa prática passa a ser legalmente permitida.

Isto não significa que o DRM vai ser proibido no Brasil. Bem pelo contrário. Continua a ser proibido quebrar estas restrições, a não ser nos casos acima mencionados.

Não é uma vitória completa sobre o DRM mas é um passo dado em frente. Podem ler a proposta aqui.

Um pequeno "glitch"

Se viram perto de 40 posts serem publicados neste blog ao mesmo tempo, não se assustem. Não foi nenhum ataque nem nada do género. Foi só um comportamento inesperado de uma ferramenta.

Como sabem, se leram um dos meus últimos posts, mudei os meus favoritos do Diigo.com para o Delicious.com. O problema deste segundo é que não se integra com o Blogger, isto é, não publica diariamente uma lista dos favoritos adicionados nesse dia. Por mais que altere a configuração no Delicious, aquilo não dá.

Para tentar contornar isso, decidi procurar um serviço que faça uma actualização diária de uma feed para o email, para depois usar um filtro que reencaminhe esses emails para o endereço que me permite publicar posts por mail. O Xfruits.com foi a primeira ferramenta que testei. Este serviço tem uma funcionalidade que permite a publicação directa de uma feed para um blog, só que, em vez de um post com tudo, publica um post por cada link. É por isso que apareceram (e entretanto já desapareceram) tantos posts.

Desculpem qualquer coisa e voltem sempre.

Favoritos do dia 07/12/2010

A verdade por detrás do polvo

Cheat sheet do screen

C-a c - criar nova janela;
C-a n e C-a p - mudar para a próxima janela ou janela anterior;
C-a N - mudar para a consola N, onde N é um número de 0 a 9;
C-a " - apresenta uma lista em ecrã inteiro das janelas;
C-a C-a - quando se tem apenas duas janelas, alterna entre elas;
C-a K - terminar a janela em execução;
C-a M - permite monitorizar actividade numa janela;
C-a _ - permite monitorizar silêncio numa janela.

Podem ver mais teclas de atalho do screen aqui.

Pouco tempo livre = má forma física

Desde que comecei a trabalhar nesta empresa, o meu tempo livre foi quase todo pelo cano abaixo, e com ele está a ir a forma física. Passo o dia quase todo sentado, e quando saio do trabalho vou cansado e sem tempo para poder agarrar na bicicleta para pedalar uns quilómetros ou caminhar durante uma ou duas horas. Por isso, decidi fazer pelo menos 50 abdominais por dia e umas quantas flexões e outros exercícios, pelo menos até arranjar mais tempo ou algum equipamento para fazer exercício.

Não faço ideia se isto é suficiente. Provavelmente não é. Mas entre isso e não fazer nada, prefiro fazer pouco mas fazer alguma coisa. Pelo menos não me pesa tanto na consciência.

Tomar mais atenção à alimentação é algo que terei que fazer. Passo sempre muitas horas sem comer nada, e quando finalmente como estou com tanta fome que acabo por quase sempre comer um pouco demais. Umas bolachas de água e sal, uma peça de fruta ou assim são opções para comer a meio da manhã e da tarde, por forma a aliviar a fome e evitar possíveis exageros.

Favoritos novamente no Delicious

O meu primeiro sistema de gestão de favoritos foi o browser. Na altura, tinha começado a usar o Firefox e a lista era pequena, por isso durante alguns anos - julgo que foram 2 ou 3 - esta aplicação serviu bem para a tarefa.

À medida que o tempo passou, os favoritos aumentaram. A dada altura tive que fazer uma reinstalação do sistema operativo (na altura usava Windows) e, como não pude fazer backup, perdi boa parte dos meus favoritos e apenas consegui voltar a adicionar os endereços que visitava mais frequentemente.

Este acontecimento fez-me aperceber que necessitava de outra forma de guardar os favoritos. Uma pesquisa rápida levou-me ao del.icio.us (na altura, este era o endereço) e a uma paixão quase imediata pelo serviço. Usei-o durante mais ou menos 3 anos, até que decidi experimentar o Xmarks. Como só usava o Firefox, foi uma mudança simples e na altura parecia lógica.

O meu tempo de utilização do Xmarks foi curto e poucos meses depois de ter começado a usá-lo fui à procura de outro serviço. O @pgsimoes sugeriu-me o Diigo e desde essa altura que o tenho vindo a utilizar porque me oferece funcionalidades interessantes, como a colocação dos favoritos adicionados também no Delicious.com, uma bookmarklet simples de utilizar, colocação dos favoritos do dia no blog, anotações, etc. É um serviço bastante completo, disso não haja qualquer dúvida.

Há algumas semanas, o Diigo apresentou uma nova versão do serviço. O aspecto está bem melhor, mas há duas pequenas mudanças a que não me consigo habituar e que estão a dificultar a minha gestão dos favoritos: quando adiciono uma hiperligação através da bookmarklet não sou automaticamente redireccionado para o site em causa, e já não me apresenta sugestões de tags.

Talvez estes sejam meramente pequenos detalhes, mas para mim são importantes. Eu costumo basear parte da minha classificação dos favoritos na sugestão de tags e isso até poupa tempo a adicioná-las (basta clicar numa e adiciona automaticamente), por isso preferia não ter perdido esta funcionalidade. O redireccionamento também me faz falta porque, muitas vezes, eu adiciono aos favoritos artigos que não acabei de ler e gosto de ser redireccionado para terminar a leitura. Talvez os pudesse adicionar apenas depois de os ler, só que assim eu vou acabar por não adicionar alguns porque esqueço-me entretanto.

Se calhar são piquinhices, mas foi assim que me habituei a gerir os favoritos e preferia manter este método, mesmo que ele seja estranho e tosco. Por isso, vou mudar para Delicious. A bookmarklet deste serviço é simples como a do Diigo e, ao contrário da outra, apresenta-me sugestões de tags sem grandes complicações.

Mulheres tatuadas

Há uns dias, alguém no Twitter dizia que as mulheres com tatuagens parecem umas bimbas. Em parte concordo, porque algumas conseguem sê-lo, mas não acho que sejam assim tantas as mulheres tatuadas e com aspecto de quem vive do RSI (rendimento social de inserção). Para provar isso mesmo, deixo a link para um post com fotos de mulheres tatuadas e longe de parecerem bimbas publicado no blog Thaeger.

«Lunchtime atop a Death Star»


via 9gag.com

Favoritos do dia 07/11/2010

  • Vazaar is a Personal Information Management which has the aim of helping you to build your own knowledge database. It’s powered by Semantic Web technologies which bring the power of the semantic to your Personal Desktop. As this is my first approach to this kind of technologies you can consider this version as a proof of concept.

    tags: free software pim knowledge database organization vazaar

  • A UN treaty called the WIPO Copyright Treaty requires countries to pass laws protecting "software locks" (also called DRM or TPM). Countries around the world have adopted the treaty in different ways: in the US, the Digital Millennium Copyright Act prohibits all circumvention of software locks, even when they don't protect copyright (for example, it would be illegal to for me to break the DRM on a Kindle to access my own novels, were they sold with Kindle DRM).Brazil has just created the best-ever implementation of WCT. In Brazil's version of the law, you can break DRM without breaking the law, provided you're not also committing a copyright violation. And what's more, any rightsholder who adds a DRM that restricts things that are allowed by Brazilian copyright laws ("fair dealing" or "fair use") faces a fine.It's a fine and balanced approach to copyright law: your software locks have the power of law where they act to uphold the law. When they take away rights the law gives, they are themselves illegal.

    tags: copywrite brasil drm law fair use

  • The first problem that you may experience with Outlook Express or other email clients is that you have these multiple folders that seem to be duplicated. The problem is that by default Squirrelmail places folders under the INBOX locations while Outlook and other clients will place them at a top level. This is a problem that can be easily fixed.

    tags: squirrelmail outlook outlook express tips

  • tags: bubba two hardware linux tips gadgets

  • Linux isn’t the easiest platform to use when it comes to music production. But it is one of the most flexible, and there’s no argument against it being the cheapest. This is particularly important if you have a musical bent, because few musicians are lucky enough to be able to freely spend money on their passion, making Linux the perfect choice. And regardless of price, if you don’t mind a little GUI graft and a slightly steeper learning curve, audio software on Linux can compete with the best commercial developments. PureData can replace Max/MSP, for example. Audacity can replace Wavelab. Either Muse or Rosegarden can take a fair crack at Logic or Cubase’s crown.But the most mature and capable application in the Linux canon is Ardour. It’s the free software equivalent to the industry standard ProTools. It doesn’t have MIDI, nor ProTools’ hardware lock-in, but it’s just as flexible and stable when it comes to audio recording, editing, mixing and mastering. Which means, if you’re into making music, there’s no better option on a budget.

    tags: music free software production gnu_linux


Posted from Diigo. The rest of my favorite links are here.

Tardes de Verão

O que fazem as músicas abaixo juntas?! Talvez o melhor line-up de músicas de sempre, modéstia à parte.

1. Flyafter - Sleep Beside Me
2. Black Kids - I'm Not Gonna Teach Your Boyfriend How To Dance With You
3. Portugal, The Man - Lovers In Love
4. Dial M For Murder! - You Can't Have Me
5. John Sars - Retox
6. Computerclub - Before The Walls Came Down
7. Future Of Forestry - Did You Lose Yourself?

Podem ouvir em http://lightsonmars.tumblr.com.

Favoritos do dia 07/10/2010


Posted from Diigo. The rest of my favorite links are here.

Um trabalho nada monótono

O meu actual trabalho é repleto de pequenas situações caricatas e estranhas ao longo do dia. Isto torna-o pouco maçador e monótono, até mesmo naquelas alturas em que é mais parado.

As situações peculiares que vão acontecendo ao longo do dia são o grande culpado para que este não seja um trabalho de que as pessoas se fartem em pouco tempo. Aliás, as coisas estranhas que vão acontecendo normalmente fazem rir quem passa por elas. Bem, eu rio-me das minhas.

Nem só de pequenos casos caricatos é feito o meu dia. Quase sempre, há um que se destaca, tanto pela filmaria que envolve, como pelas gargalhadas e (bom) stress que me causa. Um dos mais recentes foi com um senhor já velhote, a quem tive que explicar como colocar um @.

O mais recente de todos passou-se ontem. Liguei para uns clientes e atendeu-me uma senhora, que colocou em cima da filha - que parecia ter, no máximo, 10 anos - a tarefa de aceder à página de configuração do router e dizer-me os valores de ruído, atenuação, etc, que o equipamento indicava. A pequena percebia muito pouco de inglês e parecia ter problemas de visão, porque tinha bastantes dificuldades em fazer o que lhe pedia.

Isto ainda fica pior, porque ainda tive que ligar outra vez, falar com a mesma miúda e pedir-lhe novamente todos esses dados. Acho que as duas chamadas duraram, no total, perto de uma hora. A do velhote, que só precisava de configurar o router com os dados, demorou quase uma hora.

Ainda me estou a ver a dizer a este senhor de idade: «para colocar a arroba [1], carregue na tecla à direita do espaço e, enquanto a mantém premida, carregue no número 2, que está por cima do w». É preciso uma paciência enorme para isto.

[1] odeio dizer arroba, mas as pessoas raramente lá vão quando digo «at».

Os homens também são multi-tarefa

Mandriva Spring 2010 lançada

Depois das notícias de mais uma possível falência da Mandriva, pensei que fosse mesmo desta que a empresa fosse fechar portas e ainda acabasse por levar a distribuição consigo. Mas não, a empresa está a aguentar-se e acabam de lançar a versão Spring 2010 da distribuição.

Uma das novidades que mais vai saltar à vista é, talvez, o novo sistema de arranque. Com ele, a empresa promete menos tempo até ao ecrã de login.

Outras novidades são as actualizações dos gestores de desktop Gnome e KDE, que estão disponíveis nas versões 2.30.1 e 4.4.3, respectivamente. Também, foi incluído o Go-OO, uma versão do OpenOffice.org com mais funcionalidades. As restantes novidades estão disponíveis no site do projecto.

Se estiverem interessados na versão 2010 Spring da Mandriva, visitem este site. Nele, podem adquirir o PowerPack ou descarregar as edições One e Free.

«Life happens»


via 9gag.com

Bacon Air Freshener

Cansados do cheiro a fritos em casa? Fartos do odor a tabaco, chulé ou aquele pivete horrível que os vossos cães deixam pela casa toda? Então, o Bacon Air Freshener é para vocês!

Esta pequena maravilha traz até vossa casa o fantástico odor a bacon. Podem até usá-lo no vosso carro, no trabalho, na casa de banho ou em qualquer lado (menos onde haja animais que vos possam atacar por causa do cheiro a comida).

Bacon Air Freshener, o salva-vidas (ou causa de morte, caso não sigam o meu sábio conselho). Comprem, comprem, comprem!

via Neatorama

Suicídio enquanto se dorme

Já posso morrer feliz porque acabei de saber que é possível cometer suicídio enquanto estou a dormir, culpa de uma condição chamada "parasomnia pseudo-suicide".

Favoritos do dia 07/08/2010

  • Black and White images have been neglected ever since the introduction of colour into film photography, due to the fact that colour is ‘best’ and what we see (colour) is the true beauty of a scene/object. As this is the case now, whenever black and white images are created it is perceived as a kind of artistic aesthetic that the photographer has wanted to achieve and considering colour is the norm now, this photograph is viewed in a different light and more of an artists creation rather than the representative. So, I hope to get you more creative in experimenting with your photographs with these easy Black and White conversion processes!

    tags: gimp design howto black & white tips

  • tags: nautilus gnome delete howto secure delete

  • Solution to online banking by having an USB key with some bootable Live Linux distribution solely dedicated to serve our online banking needs can be very handy not even when traveling, but also when used on day to day basis. Usually, computers are shared among colleges, family members or friends and therefore chances are very high that our personal details will be made available to some fraudsters and their sophisticated scams and software. What is more, encrypting our non-persistent USB key will make Live USB online banking desktop worthless when falling into enemy hands. Therefore, there is no harm of storing our online passwords directly on the USB itself using an application such as gorilla-password ( double encryption ). Perhaps the outcome of this guide is not as good as the famous IronKey with all its shiny features, but we would all missed the fun if there will be no space to improve it.

    tags: usb security debian howto encriptação encription


Posted from Diigo. The rest of my favorite links are here.

RIP, Playboy portuguesa

Adeus, edição portuguesa da Playboy. É pena que não tenhas sobrevivido ao estranho pudor da casa-mãe. Ver mulheres nuas é aceitável, mas parece que ilusões ao deus dos cristãos não é...

Três teclados diferentes





Percepções

Aposto que a primeira coisa que vos ocorre quando olham para esta imagem é que mostra alguém que, desde muito tenra idade, se masturba com imensa frequência. A imagem original até nem deixa pensar mais nada, por causa do título que aparece por cima da cabeça do boneco.

Mas, quando se remove o título, continuam a ver alguém com demasiado amor próprio ou um arrumador de carros com anos e anos de experiência a dizer «destroce, destroce. benha, benha. tá bom, oh chefe!»? É tudo uma questão de percepção...

imagem via Six Degrees of Separation

i(diotices cada vez piores)

Que o ionline é um jornal que deixa a desejar, já nós sabemos. Agora, que cada vez tem títulos mais sensacionalistas e com menos veracidade é que eu não esperava. A qualidade vai por ali abaixo e parece, para já, não parar de descer.

Quando li este... vamos chamar-lhe artigo, a primeira coisa que me ocorreu foi que o Google Maps tem um avançadíssimo sistema de inteligência artificial que anda a tentar identificar rostos e que esse é o seu único propósito. Mas acabam por esclarecer que afinal não foi a aplicação mas um tipo qualquer que descobriu esta curiosidade, utilizando o serviço.

Não custava nada terem mencionado as coisas correctamente logo de início, sem título e lead enganadores. Mas eu até percebo: quando a qualidade deixa a desejar, têm que ser encontradas outras formas de atrair visitantes e conseguir leitores.

Infoexclusão e a mania que se é esperto

A infoexclusão até pode ser vista como ligeiramente grave, porque as sociedades caminham para uma cada vez maior inclusão e utilização das novas tecnologias. Contudo, sinceramente, nem é assim nada de tão preocupante. O problema, para mim, é a teimosia em continuar burro; a insistência na parvoíce; ter a mania que se sabe, quando claramente não se pesca a ponta de um corno. Isto é que é grave! E pior é ter que tentar ajudar pessoas destas, é conseguir arranjar a paciência necessária (e acreditem que há casos em que é preciso ter a maior paciência do mundo) para aguentar as "invenções" que fazem e os disparates que criam, apesar de lhes ser pedido para não o fazerem.

Os "espertos" dão cabo da sanidade mental de qualquer pessoa. Eles não admitem que não sabem. Preferem fazer figuras de ursos do que dizer «eu não sei». E, se for preciso, ainda chamam burros a quem os está a tentar ajudar - porque eles nunca estão errados e eles é que sabem. Mas quando lhes dizemos «faça isto assim», eles respondem «não estou a ver onde isso está», mesmo que seja a única coisa daquela janela.

Favoritos do dia 07/07/2010

Mark A. Fredrickson


Mark A. Fredrickson, formado em fotografia e desenho no Tennessee Temple College, é um ilustrador actualmente a residir em Tucson, Arizona. Ele tem dos melhores trabalhos que vi nos últimos tempos.

Uma série de trabalhos de Mark está disponível no site recave.com.

Give Me Your Love

É por isto que acho o moteldemoka.com um dos melhores blogs de música das interwebs. Eu não fazia ideia quem eram as The Sisters Love, mas os autores do blog fizeram questão de partilhar uma música deste quarteto, famoso durante as décadas de 1970 e 1980. O single escolhido foi Give Me Your Love e é excelente! Ouçam, que vale a pena.

A surpresa do dia

Hoje, apesar de uma série de situações desagradáveis no trabalho por causa de clientes mal educados, tive uma situação bastante curiosa e agradável. Depois de um despiste técnico, pedi ao cliente para testar o acesso ao debian.org porque pensei que ele nunca o tivesse visitado e como tal não estaria em cache. Para minha surpresa, não só ele conhecia o endereço como já o tinha visitado. Fiquei estupefacto. Já ganhei o dia.

ManageFlitter permite limpeza de contactos do Twitter

Não é só a minha lista de contactos telefónicos que acaba por ficar desorganizada por ainda não ter tido vontade de implementar um sistema de organização que me pareça prático. A minha conta no Twitter sofre do mesmo problema.

Para corrigir esta situação, descobri uma ferramenta chamada ManageFlitter. Neste site podemos ver os utilizadores inactivos, quem não nos segue (não me parece que seja importante, porque se eu sigo é porque acho publica conteúdos que me interessam e não porque quero que me sigam), quem não tem imagem no perfil, os que publicam mais mensagens e os que estão mais sossegados no canto deles. Também, recomenda pessoas para deixar de seguir, com base na utilização prévia por parte de outros utilizadores da ferramenta.

Graças ao ManageFlitter, removi 36 contactos, mais coisa menos coisa. A maioria deles não actualizava a conta no Twitter há mais de um mês, por isso eram "fantasmas" que eu seguia e que não geravam absolutamente nada. Se eu utilizo o Twitter é porque espero receber informação e não porque não quero receber conteúdos.

Uma coisa que esta ferramenta não faz (pelo menos não vi lá nada para isso) - e ainda bem - é recomendar utilizadores para seguir, supostamente baseando-se nos contactos que já temos. Já há várias aplicações que fazem isso e eu não tenho interesse em tal coisa; prefiro descobrir contactos por mim próprio.

Projectos musicais que descobri

Nestes últimos 4 dias tive a oportunidade de descobrir uns projectos musicais muito interessantes. O primeiro chama-se Morphine, uma banda que deambula entre Jazz e Blues. Ouvi alguns álbuns e posso dizer que é do melhor que me chegou às mãos nos últimos tempos. Por isso tenho pena que não lancem um álbum desde 2003.

Outro projecto que fiquei a conhecer chama-se Bloomfield. Ouvi o último álbum da banda, Club Noir, e fiquei deliciado com as sonoridades Lounge, Downtempo e Nujazz que ele contém. Muito bom, mesmo!

Por último, os Flyafter, uma banda indonésia que anda pelo Dreampop e Shoegaze. O primeiro EP deles é excelente e pode mesmo ser descarregado do Last.fm.

Meia hora de fogo de artifício em 3 minutos

Todos vós - ou quase todos - devem saber que o 4 de Julho é uma data importante do calendário dos Estados Unidos da América, conhecido por ter dado nome a um filme com o mesmo nome do feriado, o Independence Day. Neste dia, e porque os americanos conseguem ter um patriotismo doentio e exacerbado, a utilização de fogo de artifício é tão comum como a própria respiração.

É frequente estes espectáculos pirotécnicos durarem bastante tempo. Foi o que aconteceu em Toledo, Ohio, que teve fogo de artifício durante uns longos 30 minutos.

Dustin "UPSO" Hostetler foi uma das pessoas a assistir à explosão de cores no céu de Toledo. Ele gravou o espectáculo e acelerou-o para o condensar em 3 minutos. O resultado, que podem ver aqui, é muito bom e lembra-me a sensação que tenho quando as enxaquecas decidem dar um ar da sua graça

via Boing Boing

Blokerd

A quem tem vindo aqui a deixar comentários e não os tem visto publicados, aviso que não sou eu que os estou a "censurar". Desde ontem que o Blogger não me mostra todos os comentários em moderação, nem me deixa aprovar a maioria dos que ainda vão aparecendo.

Branca de Neve para maiores de 18


via 9gag.com

Começar um dia de trabalho em grande

Poucas são as formas de começar bem um dia de trabalho do que falar ao telefone com um cliente e quase ser insultado por algo que é culpa dele.

Balanço

Quando soube que ia trabalhar 10 horas por dia, de segunda a sexta, com alguns fins-de-semana ocasionais com umas 8 horas de trabalho, pensei que a adaptação fosse ser mais complicada. Vá lá que não está a ser como imaginava.

O meu maior medo era o sono. Andava com ele bastante irregular, e com tantas horas de trabalho seguidas todos os dias pensei que fosse ficar ainda pior. Salvo uma ou outra noites em que não durmo grande coisa, o meu sono tem sido pesado como uma pedra (um calhau, como o(a) troll que anda aqui a deixar comentários insultuosos).

A adaptação ao ritmo também tem sido relativamente simples. Já estou a entrosar mais ou menos bem as muitas horas de trabalho e as poucas horas de descanso, e consigo orientar mais ou menos as coisas para ter tempo para (quase) tudo.

O trabalho em si tem sido o mais fácil. Estou a fazer o mesmo que fazia quando estava em Lisboa, mas num ritmo mais pausado, óptimo para entrar na onda com relativa facilidade. Esta toada também tem sido boa para criar empatia com o pessoal que trabalha comigo; importante, se quero uma estadia sem grandes problemas.

Se tivesse mais tempo livre não me importava. Mas, para já, estou a conseguir gerir mais ou menos as coisas com o pouco que tenho. É isso ou o desemprego...

The Heritage



Poucas são as foto-reportagens que, apesar da lentidão do computador e da pouca qualidade da gráfica, me deixam tão vidradas como "The Heritage", da fotógrafa holandesa Marielle van Uitert. Vejam aqui as fotos, numa série que retrata a vida no Afeganistão.

via Posi+tive Magazine

Favoritos do dia 07/05/2010


Posted from Diigo. The rest of my favorite links are here.

Encontros de Terça-Feira, no Porto

E já nesta terça-feira que o Hacklaviva acolhe o primeiro ETF (Encontros de Terça-Feira). A inaugurar estes eventos vai estar o Android, o sistema operativo direccionado para dispositivos móveis desenvolvido pelo Google.

Possuam ou não um equipamento com Android, apareçam. O ETF começa por volta das 18:30 e termina duas horas depois, às 20:30. O local é as instalações do Hacklaviva, junto aos Clérigos.

Para inscrições (gratuitas, só mesmo para termos uma ideia do número de pessoas), localização e mais informações: http://www.eventbrite.com/event/752574972

Hábitos

No trabalho, infelizmente, sou obrigado a utilizar o Windows XP. A última vez que usei este sistema operativo foi no meu trabalho anterior, há uns meses atrás. Nessa altura, tinha estado uns dois ou três anos sem utilizar qualquer sistema operativo da Microsoft a não ser nalgum apoio que dava ao meu irmão quando aquilo se paria tudo.

A adaptação, depois de ter passado a usar apenas sistemas livres, foi um pouco penosa. Agora, não é muito diferente. Passo a vida a carregar na combinação de teclas alt+f2 para tentar abrir qualquer aplicação; abro o terminal e... prefiro nem falar de desgraças; quando quero aceder ao menu das aplicações, ainda vou até ao canto superior esquerdo; etc.

Claro que isto é, em parte, do hábito. Mas também é porque tanto o Gnome como o KDE, os gestores de desktop que normalmente utilizo, são bem mais acessíveis e user-friendly que o Explorer. O Vista não melhorou muito a este nível, pelo menos da única vez que mexi naquilo; o 7, nem sei e prefiro continuar na ignorância.

E dizem elas que não as ouvimos

Cyanide and Happiness, a daily webcomic
Cyanide & Happiness @ Explosm.net

Comentários moderados

Por causa de alguns (ou algumas, sei lá) idiotas que aqui caem de para-quedas e vomitam alguma porcaria estúpida só porque sim, decidi moderar os comentários. Continuo a permitir comentários anónimos, mas a merda fica à entrada. Não gosto de mau cheiro aqui.

Como o Bruno Lucas referiu no Friendfeed, «quando alguém comenta tem de pensar se iria a casa do blogger dizer cara-a-cara o que quer escrever». É o caso. O meu blog é pessoal; é essa a índole de qualquer blog e o factor necessário para ser um blog. Se eu não nunca permitiria isso em casa, porque raio haveria de o permitir aqui? Não faz sentido.

Se até ao final da semana a quantidade de ressabiados diminuir, ainda penso duas vezes se removo ou não a moderação. Se continuar, é bem provável que, para além de comentários moderados, passe a não permitir comentários anónimos.

A melhor forma de não alimentar trolls é nem sequer deixá-los aproximar do que eles consideram ser comida. Morram à fome longe. ;)

A minha lista telefónica precisa de uma limpeza

Hoje, ainda estou para perceber porquê, lembrei-me de alguém e dei por mim a pensar se ainda tinha o número da pessoa. Fui ver ao telemóvel e fiquei espantado por ver que o número ainda está nos meus contactos.

A primeira coisa que me ocorreu foi apagar o número, porque não preciso dele e duvido que alguma vez venha a precisar. Mas acabei por não apagar porque, se eu nem me lembro que o tenho, acaba por ir dar ao mesmo.

Anyway, vou apagá-lo, claro. Para que raio quero eu mais um contacto se não envio nem recebo chamadas, sms e mms daquele número? Se é apenas para dizer que tenho muitos, prefiro ter poucos e daqueles que contacto com alguma frequência.

Isto fez-me perceber a necessidade de dar uma limpeza aos contactos telefónicos. Tenho alguns que nem sei bem porque os tenho ainda (antigos colegas de trabalho e assim que nunca mais vi) e acabam por ter como única utilidade a ocupação de memória no telemóvel, que já anda pelas horas da morte.

E vocês, costumam manter a lista de contactos do vosso telemóvel organizada ou deixam-na ficar caótica como eu faço?